CHECO PEREZ SE DESCLASSIFICA EM CASA

Na tentativa de uma brecha por uma melhor oportunidade, o mexicano Checo Perez encostou no carro do Charles Leclerc e acabou estragando sua própria corrida.

10/30/2023

Correr em casa é sempre uma emoção especial, seguida por uma dose de adrenalina, uma pitada de preocupação e um extra de responsabilidade. Afinal, é o seu país, a sua nação, o seu povo, torcendo para que você lhe faça o melhor. Claro que se houverem percalços no meio do caminho eles serão compreendidos. Afinal, estamos falando de uma linguagem universal dentro da pista: Vencer!

Mas logo na primeira volta? Ou melhor, nos primeiros segundos? As vezes a emoção toma conta, a euforia também e o impulso desenfreado por tentar fazer o melhor, acabam mudando a rota e quando ela vem, o erro é certeiro. E na tentativa de uma brecha por uma melhor oportunidade, o mexicano Checo Perez encostou no carro do Charles Leclerc e acabou estragando sua própria corrida, onde foi drasticamente lançado ao ar diante de uma torcida decepcionada.

Tanto Perez quanto Max Verstappen, tiveram uma largada impressionante e enquanto Verstappen tentava lutar contra o pole Leclerc pela liderança, Perez entrava na batalha que ocasionou o fim da sua corrida precoce. Que embora tenha conseguido retornar aos boxes, os danos em seu carro se mostraram irreparáveis ​​​​e Perez foi forçado a abandonar a prova em casa.

O mexicano classificou o incidente como um "acidente" de corrida e prometeu aos fãs se recuperar no GP do Brasil e quando questionado sobre onde ele achava que a culpa poderia estar no incidente, Perez explicou: “Para ser honesto, realmente sinto que foi um incidente de corrida. A diferença estava lá e, obviamente, como piloto, você corre um risco, entrando com três carros na curva 1 com esses carros largos.

“Eu corri um risco. Paguei um preço alto por isso, mas honestamente também não esperava que Charles freasse tão tarde, já que ele estava no meio e tinha um pouco menos de espaço de manobra. Eu estava na frente dele, pensei que ele ia desistir um pouco mais, mas, obviamente nessas decisões tudo acontece muito tarde e, sim, aconteceu tudo um pouco tarde demais e infelizmente tive muitos danos no meu carro."

Sendo assim, na soma de pontuação geral, Perez e Hamilton são separados por uma diferença de apenas 20 pontos, já que Hamilton ficou em segundo lugar fazendo uma bela corrida e ultrapassando Charles Leclerc na raça. Mostrando o quanto a Mercedes vem evoluindo nesse quase final de temporada. Ainda pelo rádio, o britânico teceu elogios e agradecimentos pelo trabalho árduo da equipe e toda a brilhante evolução que em conjunto estão fazendo. Os elogios voltaram através de Totto Wolff que demonstrou muita satisfação pelo ótimo desempenho e estratégias certeiras adotadas. Hamilton estava tão feliz que até subiu em cima do seu carro pra comemorar o segundo lugar com a equipe e seus fãs.

Além de Checo Perez, quem também não teve muita sorte no México foi a Hass, com Kevin Magnussem tendo problemas na suspenção e sendo jogado na curva 9 para o lado oposto, ocasionando assim uma bandeira vermelha e embora Magnussen tenha conseguido sair do carro sem ajuda, ele foi levado ao Centro Médico para exames e mantido sob observação antes de ser liberado.

“A suspensão traseira esquerda quebrou na Curva 9”, disse ele depois. “Infelizmente, em um lugar ruim, bati na parede. Acabei de levar uma pancada nas mãos e elas doeram um pouco, mas estão bem.

“Temos que investigar um pouco mais o que exatamente aconteceu, pois ele simplesmente desistiu. Antes disso, tudo estava indo bem, fiquei muito tempo preso no trânsito e queimei meus pneus, mas não sei se o que causou a falha teve um impacto por um tempo antes."

O chefe da equipe, Guenther Steiner, disse depois que a falha pode ter sido “relacionada ao calor”.

Foto: Site F1