CHUVA DE SAFETY CAR, VERSTAPPEN IMPARÁVEL E A EMOÇÃO DE GUANYU ZHOU

Max Verstappen domina GP da China abrindo vantagem na liderança do campeonato e Zhou se ajoelha de emoção.

4/22/2024

Após vencer a corrida sprint e conquistar a pole position, Max Verstappen vence o Grande Prêmio da China de Fórmula 1 com tranquilidade. Lando Norris que impede a dobradinha da Red Bull, fica em segundo e Sergio Pérez, companheiro de Verstappen, fecha o pódio.

Já o heptacampeão mundial Lewis Hamilton, largou em 18º lugar, mas com uma boa estratégia e um toque de sorte de safety car, conseguiu terminar em nono lugar, garantindo dois pontos importantes pra Marcedes.

O companheiro de equipe de Hamilton, George Russell, ultrapassou as duas Ferraris e assumiu o sexto lugar, enquanto Alonso, que largou em terceiro, ficou na segunda posição após a segunda curva, depois de ultrapassar Sergio Pérez e ameaçar Verstappen.

Alonso, no entanto, não conseguiu manter o ritmo por muito tempo. Após perder a posição, Pérez logo o alcançou e o ultrapassou na quinta volta. Três voltas depois, Norris também ultrapassou o espanhol.

Valtteri Bottas da Sauber abandonou a prova na volta 21 com problemas no motor, o que levou a um safety car virtual por duas voltas. Na volta 23, o safety car entrou na pista de fato, até a volta 27.

O safety car retornou à pista na volta 28 por mais três voltas. Dois incidentes forçaram a bandeira amarela e a entrada do safety car novamente: Lance Stroll da Aston Martin acertou a traseira de Ricciardo da Racing Point, que teve que abandonar a prova, e Magnussen da Haas tocou em Tsunoda da AlphaTauri, tirando-o da corrida.

Lando Norris da McLaren e Charles Leclerc da Ferrari foram os mais beneficiados pela entrada do safety car. Após todas as paradas e os dois reinícios da prova, os pilotos estavam em segundo e terceiro lugares, respectivamente, à frente de Sergio Pérez da Red Bull, um dos mais prejudicados pelos incidentes.

Pérez e Leclerc travaram uma boa disputa pelo pódio. Depois da saída do safety car, Leclerc segurou a terceira posição por nove voltas. No final, a pressão de Pérez funcionou e o mexicano conquistou o terceiro lugar, abrindo vantagem nas voltas seguintes.

Com mais uma vitória, Max Verstappen da Red Bull voltou a abrir vantagem na liderança do Campeonato Mundial, agora com 110 pontos. Sergio Pérez, companheiro de equipe do holandês, mantém o segundo lugar, agora com 85 pontos.

Charles Leclerc da Ferrari é o terceiro, com 76 pontos, seguido de perto pelo companheiro Carlos Sainz, que soma 67 pontos. Vice-líder hoje, Lando Norris é o quinto no Mundial, com 58 pontos.

Mas o que foi bonito de ver mesmo durante esse domingo, foi a emoção do chinês Guanyu Zhou que teve a sua primeira oportunidade de correr em casa. Apensar do chinês estar na Fórmula 1 há três anos, correr em casa tem um gosto especial e os fãs compareceram aos milhares para ver o seu herói.

Zhou ficou em décimo quarto lugar, mas ao chegar no final da corrida, foi colocado um totem onde ele pararia o carro, um gesto de homenagem e agradecimento. A moção foi tanta, que o piloto caiu de joelhos e enterrou a cabeça nas mãos.

“Por mais que eu diga, quero me concentrar e tratar isso como um fim de semana de corrida normal, mas quando você vê a multidão a partir de sexta-feira, todos lotados nas arquibancadas e toda vez que você sai da garagem, todos estão torcendo por você na grade”, disse ele.

“Isso me dá uma jornada para chegar até aqui – estou muito orgulhoso e honrado por ser finalmente o primeiro piloto chinês a competir no Grande Prêmio da China em 20 anos. Emocional claro, foi um momento muito especial para mim.”

“Acho que nos saímos bem nas duas últimas passagens, e a equipe do pit stop também se saiu bem, três paradas e duas ou três delas estavam praticamente limpas, então é uma melhoria muito boa e estamos de volta à luta na corrida”, concluiu Zhou. .

Foto: Site F1