GP DA ESPANHA TEVE DOBRADINHA DA MERCEDES, ESTRATÉGIAS, JOGADAS INTELIGENTES E MAX, DOMINANDO ABSOLUTAMENTE TUDO

6/5/2023

Red Bull contra todos, onde começa a corrida de pneus médios e termina com pneus duros e leva Max ao pódio e Perez ao quarto lugar. Mercedes definitivamente dando um passo na direção certa, com Lewis super contente ocupando o segundo lugar e George Roussel imensamente feliz com a terceira posição. Ferrari com os mesmo problemas de degradação de pneus, o que ainda é um mintério a ser decifrado e as ultrapassagens incríveis, feitas pelo japonês Tsunoda e o chinês Guanyu Zhow, marcaram o final de semana agitado da Espanha.

No cenário emocionante do Grande Prêmio de Fórmula 1 na Espanha, a equipe Red Bull surpreendeu ao adotar uma estratégia única e destemida. Optando por começar a corrida com pneus médios e finalizar com pneus duros, a equipe visou maximizar o desgaste dos pneus de seus rivais. Essa tática ousada não destacou apenas a engenhosidade da equipe, mas também levou Max Verstappen ao pódio, demonstrando uma eficácia da estratégia pouco convencional. Apesar de uma largada comportada, Max não deu brecha pra Carlos Sainz se quer tentar ultrapassar.

Logo no decorrer da primeira volta, Hamilton tomou a posição de Lando Norris, mas que em uma situação de corrida, nada intencional, Norris comete um toque de roda com o Hamilton e teve que ir para o boxe fazer a troca do bico do seu carro, que o que fez perder posições e ter a sua corrida prejudicada.

Com atualizações e uma melhora pra lá de significativa e ótimo desempenho dos pilotos, após Mônaco, a Mercedes está achando cada vez mais o seu caminho e produzindo resultados imediatos. Com dobradinha de Hamilton ocupando o segundo lugar, ganhando como piloto do dia e George Roussel que de décimo segundo, conseguiu chegar ao terceiro lugar.

A Mercedes vem provando que está trabalhando duro nas atualizações de seus carros e que pode sim, chegar longe. Com ultrapassagens quase que sequenciais em cima da Aston Martin, onde Roussel ultrapassou Fernando Alonso e Hamilton o Lance Stroll, é nítido perceber que os carros da Mercedes estão mais competitivos e quem sabe possam vir a competir direto com a Aston Martin no decorrer do campeonato. Saindo da quarta posição e ocupando o posto de segunda força.

Além disso, Sergio Perez, embora enfrentando um fim de semana desafiador, garantiu um respeitável quarto lugar. Perez, que não teve um final de semana muito positivo, largou em décimo primeiro e preso atrás do pelotão, teve dificuldades de se livrar do trânsito na primeira parte da corrida e quando teve a pista livre, já tinha a Mercedes fora de alcance, o que levou o Mexicano apenas a quarta colocação. Perez chegou a questionar as cinco posições ganhas pelo inglês George Roussel na primeira volta, que mesmo tendo saído da pista na primeira curva, e o lance tendo sido analisado pelos comissários, não houve uma investigação mais detalhada, o que causou estranheza a Perez, que acredita que só chegou atrás de Russel, em função desse impasse.

A Ferrari, por outro lado, parece não ter resolvido completamente suas dificuldades com a manipulação dos pneus. Essa questão permanece como um enigma a ser solucionado, uma vez que a equipe se compromete a acompanhar o ritmo estabelecido pelos líderes. Essa inconsistência coloca a equipe italiana em uma posição que exige a medida que busca recuperar sua força competitiva.

Momentos memoráveis ​​de ultrapassagens do fim de semana agitado na Espanha, foi marcado pelos pilotos Yuki Tsunoda e Guanyu Zhou impressionaram com suas manobras ousadas, capturando a atenção dos espectadores e adicionando um toque extra de emoção à corrida. Incidentes e Reviravoltas Enquanto Max Verstappen defendeu sua posição contra Carlos Sainz desde uma largada, um toque de rodas.

Com ultrapassagens do segundo colocado até o fim do pelotão, a corrida mostrou que a decisão de trocar a chicane pela curva de alta velocidade antes da reta foi certeira. Gerando um baita alívio para a própria F1, que vinha preocupada com o aumento da turbulência gerada pelos carros. O que mostrou que o GP da Espanha pode sim, proporcionar muitas ultrapassagens e tornar tudo ainda mais emocionante. Vamos aguardar as próximas emoções no Grande Prêmio do Canadá, que acontece daqui duas semanas.

Foto: Site F1

Foto: Site F1