GP DE QUENTINHOS NO CORAÇÃO

Ímola emocionou, homenageou e mostrou o lado mais humano que os apaixonados por motosports já viram.

5/20/2024

É impossível chegar o mês de maio e não se lembrar do inesquecível Ayrton Senna. Então, esse não foi apenas mais um GP e sim um GP de homenagens.

Sebastian Vettel, puxou o pelotão, onde organizou uma corrida especial com todos os pilotos, para homenagear e deixar cada vez mais viva a memória de Senna. Afinal, estamos falando do maior piloto de Fórmula 1 de todos os tempos. Sem contar que Vettel pilotou o carro de Senna em Ímola, o MP4/8. O alemão se vestiu a caráter, se ajoelhou ao lado do carro e levantou a bandeira brasileira. Impossível não ter ter se emocionado.

Além da saudade, o final de semana também foi protagonizado por algumas situações cômicas com os jovens senhores da F1, Hamilton, Bottas e Leclerc, que decidiram fazer a corrida de bicicleta e patinete. Afinal, a idade chega para todos. E o baby Léo, cachorro de Leclerc fazendo "caquinha" no Paddock, tendo uma credencial VIP e sendo mais estrela do que o próprio Leclerc.

Teve também gesto solidário. A jornalista Mariana Becker, teve a brilhante ideia de fazer uma rifa com a camiseta da corrida em homenagem ao Senna. Onde todos os pilotos assinaram e ela irá doar todo o valor arrecadado as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Mas antes de conseguir todas essas assinaturas, teve uma baita luta, afinal conseguir 20 assinaturas e andar por 10 equipes, não é uma tarefa fácil. Mas com a ajuda do Vettel, dos assessores, muito esforço, luta, dedicação e amor, ela conseguiu e essa semana vai divulgar a mecânica dessa rifa ou leilão. É ou não é pra dar um quentinho no coração?!

Seguindo a programação normal. Piastri foi punido durante a classificação por atrapalhar Magnussen e largou em quinto e Verstappen fez diferença com um carro difícil, e se iguala a Senna ao número de poles.

45 graus na pista, 63 voltas e vamos de GP da Emilia - Romagna, a sétima corrida da temporada. A estratégia é para uma parada só, mas quanto mais quente a pista, mais acontece o desgaste de pneus. Com uma largada limpa e tranquila Max Verstappen deu no pé de forma muito precisa e logo nas primeiras voltas abre 0.9 de vantagem em cima de Norris, justamente já prevendo a liberação de DRS.

Revendo a largada Hülkenberg larga bem e Stroll encosta roda em Ocon, mas nada demais e dentro dos padrões de corrida.

A McLaren tem um ritmo muito forte e Piastri no seu modo de ataque, a todo tempo se aproxima de Sainz, mas por ser uma pista de difícil ultrapassagem, como citou o Alonso em entrevista, ele por hora não consegue, mas segue a perseguição

Na volta 9, Albon por ter a sua roda desencaixada vem lentamente pela pista até o boxe para fazer o seu segundo pit stop. O que claro, foi anotado pela direção de prova, por ser considerada uma ação insegura e leva 10 segundos de punição devido a gravidade onde foi exposto a uma situação de muito perigo e logo mais abandona a corrida.

Volta 13, os pilotos começam a fazer a troca dos pneus.

Roda dianteira esquerda do Alonso pela fogo, mas logo é apagada, devido a captação de ar que refrigera os freios. Hamilton com um carro deixando totalmente a desejar se mantém na sétima posição.

Perez em sua saga de "se tava ruim ficou pior", sai da pista do nada, mas retoma e segue a corrida. Mas isso não foi tudo. Durante a corrida ele foi o piloto que mais levou ultrapassagens. Sendo passado por Leclerc, Piastri, Sainz, Roussel e por fim, depois de muita luta lágrimas e suor, até o Hamilton que com sua Mercedes ruim de reta, consegue fazer a ultrapassagem em Checo.

Os rendimentos das Ferraris vão caindo e a vantagem de Max para Lando no volta 53 e na volta 58 também é reduzida. Faltando cinco voltas pro fim, Lando Norris se aproxima ainda mais de Verstappen que tenta se proteger a todo custo pra segurar Norris, que super alto astral vai tentando chegar cada vez mais perto de Max, que apresenta problemas para recarregar a bateria do seu carro. Lembrando que as baterias recarregam nas freadas, mas a porcentagem de Norris é de 60% para 30% de Verstappen.

Verstappen leva a vitória, mas dessa vez foi no braço, pois que soube administrar muito bem o seu carro, que durante esse final de semana inteiro se mostrou inferior aos demais. Norris em segundo e Leclerc em terceiro.

Na classificação um comentário interessante de Verstappen foi que depois que acertou o carro e teve segurança, ele disse que gosta da pista e ter essa brita que pune quem erra e ele vem sentindo ainda a descarga de adrenalina no corpo, mostrando que tudo o que ele faz, não faz de maneira fria.

Final de semana seguinte temos mais uma pista de difíceis ultrapassagens e um dos GP,'s mais esperados. Nos vemos em Mônaco!

Foto: Redes Sociais Vettel