NÃO BASTA SER POLE, GANHAR A CORRIDA SPRINT E O GP DA ÁUSTRIA

Literalmente Max Verstappen não para e também não sabe brincar. Não basta ganhar o GP, ele quer ser o melhor em tudo, inclusive fazendo a volta mais rápida.

7/3/2023

Depois de fazer o melhor tempo no final de semana inteiro, Max Verstappen que vive uma onda a parte dos demais pilotos, vence o GP da Áustria. Mesmo tendo atrás as ferrais que claramente demonstraram uma ótima melhora em termos de performace, a vantagem de Max foi tanta, que ele optou em parar para colocar pneus novos, apenas para fazer a volta mais rápida. Charles Leclerc colocou a Ferrari em segundo e Sergio Perez foi o terceiro com a outra Red Bull, mesmo tendo largado em 15º. Quem ficou bastante feliz com tudo isso foi Lando Norris que subiu para a quarta colocação, ganhou como piloto do dia e sem dúvida fez uma brilhante corrida.

Mas o ponto chave do final de semana foi o número de punições devido as condições de pista, que só 5h após a bandeirada se soube o resultado final de classificação da corrida como um todo. O que é comum no GP da Áustria, desde que a F1 passou a ser mais rígida com as regras no Red Bull Ring.

"É o lado ruim dessa pista", disse Lewis Hamilton, um dos sete pilotos punidos por terem ultrapassado os limites de pista e que levou ainda 10s de punição por outras infrações analisadas depois da bandeirada. "Todo ano é assim desde que colocaram essa regra. Antes era ótimo. O problema é que a aplicação da regra não é consistente. Teve gente que saiu 10 vezes na minha frente e não foi punido. Temos que nos livrar dessa regra, é uma bobagem."

Depois da prova a FIA admitiu que fez uma revisão de 1200 casos suspeitos no decorrer das 71 voltas do GP após a prova. Com isso, além de Hamilton, também foram punidos Carlos Sainz, Pierre Gasly, Esteban Ocon, Nyck De Vries, Yuki Tsunoda, Logan Sargeant e Alex Albon. O regulamento diz que o piloto tem de ficar dentro das linhas brancas que delimitam a pista e só podem sair por um motivo justificável. Se ele escapa e perde tempo, não é um problema. Mas a regra existe para evitar que se corte caminho ou se faça linhas mais rápidas fora da pista.

Mesmo sendo os melhores motoristas do mundo alguns fatores contribuem para que os pilotos não consigam ficar dentro do limite de pista como: a posição em que eles ficam dentro do carro não facilita a visibilidade e se o vento está turbulento o carro acaba saindo de traseira por exemplo. É muito difícil realmente julgar e adivinhar os centímetros de precisão em uma curva feita a 270 km/h. " As pessoas vão dizer que 'esses caras são bons e deveriam conseguir ficar dentro das linhas'. Mas também estamos aqui porque somos aqueles que conseguem forçar mais, que vão até o limite. Precisamos que a pista mude para que isso seja resolvido." Disse Alex Albon.

O fato também que deixou todos intrigados foi um rádio totalmente aleatório de Totto Wolff para Lewis Hamilton no decorrer da corrida, logo após Hamilton "dedurar" os limites de pista também de seus adversários. Totto abre o rádio e de forma direta diz a Hamilton que sabe das condições do carro e pede para que ele pilote. Mas tudo terminou bem e Totto deixou claro que Hamilton é o plano A dele e vice-versa.

CLASSIFICAÇÃO E SPRINT

CLASSIFICAÇÃO

Final de semana com corrida Sprint é sempre de tirar o folego, porque a dinâmica muda, as batalhas ficam mais emocionantes e tudo fica bem embaralhado, deixando a adrenalina ainda mais a mil. E quando tudo isso vem com um plus de chuva, a disputa fica ainda mais emocionante.

Não basta ser pole na sprint, tem que garantir também a pole position de domingo e ainda com uma diferença impressionante, Max Verstappen leva a melhor com uma diferença micro de 0s048, do segundo lugar Charles Leclerc. Tanto o "monegato", quanto Sainz, terceiro no grid de domingo, estavam bem felizes com a com a evolução dos carros principalmente nas curvas de alta velocidade. Isso tem relação direta com o novo assoalho e asa dianteira que a Ferrari introduziu na Áustria, completando um pacote que, inicialmente, visava melhorar o rendimento em curvas mais lentas.

Mas o que chamou bastante atenção foi o número de voltas deletadas, 47 no total, porque os pilotos saíram da pista. Essa situação ocorre quando em alguns circuitos em curvas de alta velocidade que por seu desenho ou topografia, jogam o carro pra fora da pista muito rápido e como não há um muro, brita ou zebra que segure fisicamente essa velocidade, cabe a FIA intervir na segurança e controlar o regulamento.

Quem também se destacou foi Lando Norris, que ficou em quarto lugar devido ao extenso pacote de atualizações que que a McLaren está usando apenas em seu carro neste final de semana. Já Alonso contente com o seu sétimo lugar, aposta em um final de semana chuvoso para conseguir alcançar um resultado forte na sprint.

CORRIDA SPRINT

Mas nada que tenha abalado o bi campeão mundial Max Verstappen, que em meio a chuva de punições das equipes por excederem os limites de pista, fez a pole da corrida rápida na sexta, com 21 segundos de vantagem em relação ao seu companheiro de equipe Sergio Perez. Detalhe: a sprint teve apenas 24 voltas. O mexicano acabou ocasionando um pequeno incidente, nada sério, onde acabou jogando Max para fora da pista, mas logo após a corrida ambos conversaram e Perez deixou claro que não havia visto Max e ficou tudo bem. Questionando sobre a necessidade de abrir uma volta tão rápida: "simplesmente acontece."

Já a terceira posição, ficou por conta de Carlos Sainz, que teve sua Ferrari funcionando muito bem que apesar dos desgastes de pneus ainda serem um pouco maiores do que a Red Bull, conseguiu uma ótima classificação.

"Mas vou considerar como um mini-pódio hoje e tomara que consiga um pódio de verdade no domingo, mas depende de quanto nós progredimos. Sinto que estou todo fim de semana em quinto, quarto, quinto, quinto, tomara que as atualizações signifiquem que possa progredir." A Ferraria vem sofrendo bastante justamente quando o assunto é ritmo de corrida, mas com algumas modificações aprovadas pelos pilotos, a expectativa é de, no mínimo chegar ao pódio com um dos dois pilotos.

Lando Norris que vinha muito bem com o seu carro atualizado, até o sistema que coloca o motor no ponto morto entrar em operação na terceira curva da sprint, fazendo o inglês perder várias posições, ficando difícil decifrar quem será o seu principal rival na equipe.

Com um tempo totalmente incerto para o final de semana, fica difícil decifrar o que vai acontecer, embora a prova de domingo seja disputada com tempo seco e céu encoberto as equipes vão para a pista com diversas incertezas. Lewis Hamilton, que larga atrás de Norris se surpreenderia se não conseguisse superá-lo, pois acredita que a briga da Mercedes no Red Bull Ring é com a Aston Martin e com a Ferrari.

Tirando Verstappen que está em outro patamar, onde facilmente vem disputando consigo mesmo devido a diferença gritante de tempo dos demais pilotos, a sprint foi bem movimentada do começo ao fim.

Foto: Site F1

Foto: Site F1