VERSTAPPEN VENCE EM MONZA E TEM A DÉCIMA VITÓRIA CONSECUTIVA NA FÓRMULA 1

Temperatura da pista 44 graus, corrida com pé embaixo com todo mundo disputando posição e Carlos Sainz segurando Verstappen por 15 voltas.

9/4/2023

Max Verstappen e Red Bull fizeram história no Grande Prêmio de Monza, vencendo a corrida e garantindo a 10ª vitória consecutiva do piloto e a 15ª consecutiva da equipe.

Logo na volta de apresentação, bem na curva Parabólica, Yuki Tsunoda da Alpha Tauri teve um problema de motor, tendo que abandonar a corrida e os pilotos tiveram que fazer mais uma volta de apresentação, para que o carro de Tsunoda pudesse ser retirado e os pilotos se realinhassem no Grid. Leclerc antes de começar a corrida pontuou no rádio que o seu carro não estava esterçando muito bem nas curvas para a direita, mas que não teve nenhum problemas relacionado a isso durante a corrida.

Com um novo procedimento de largada iniciado, os carros voltam as suas posições iniciais no grid e os mecânicos correm enlouquecidos pra pista pra fazer os procedimentos iniciais de corrida como: cobrir os pneus com os cobertores, esfriar o motores e dar um guarda sol pros pilotos.

Com uma largada limpa, Sainz sai muito bem e se mantém a frente de Max Verstappen, que tenta atacar a todos custo o seu adversário, mas não consegue fazer a ultrapassagem na largada. Gianpiero Lambiase, engenheiro de Max com toda sutileza pede para o holandês conserve seus pneus, mas não tem jeito, como Verstappen gosta de atacar, ele estuda as linhas do piloto da Ferrari Carlos Sainz, vai pra cima, tenta mais uma vez a ultrapassagem e Sainz brilhantemente, se defende muito bem e se mantém em primeiro lugar.

Provando do próprio veneno, com desgaste de pneus traseiros e precisando de uma forma eficaz pra ultrapassar, Max não consegue de forma alguma fazer a ultrapassagem em cima de Sainz, mas na volta 15, a roda de Sainz trava e em um ponto onde ninguém ataca, Verstappen o faz e faz a ultrapassagem em cima de Carlos Sainz, nunca mais olha para trás e segue assim até o final da corrida.

Vale ressaltar e dar os créditos a corrida sensacional feita por Sainz, porque conseguir conter Verstappen por 15 voltas, nas atuais circunstâncias em que o atual piloto imbatível se encontra, realmente não é pra qualquer um.

Após defesas impecáveis de Sainz foi Perez quem ocupou o segundo lugar, atrás de Verstappen, dando à Red Bull sua sexta dobradinha da temporada e virando o jogo na disputa inicial com a Ferrari.

Em uma disputa doméstica e deixando a torcida de boca aberta, Sainz e Leclerc disputaram roda a roda pelo terceiro lugar nos momentos finais da corrida.

Logo na sequência de pontuações domésticas e solitárias, a dupla da Mercedes Hamilton e Roussell, que foram penalizados ambos com cinco segundos, chegaram em quinto e sexto. Russell em uma disputa com Esteban Ocon, na primeira chicane saiu da pista e enquanto Hamilton – que usou uma estratégia de pneus diferentes– disputando com Oscar Piastri da McLaren saiu na segunda chicane.

Alex Albon terminou em sétimo lugar e rendeu alguns pontos à Williamns. Já Fernando e Bottas completam o top 10. Liam Lawson, o substituto e Ricciardo, terminou à beira dos pontos, com Piastri em 12º depois do incidente com Hamilton e uma penalidade de cinco segundos por sair da pista e ganhar vantagem.

Logan Sargeant, que teve um toque com Bottas, teve também uma penalidade de cinco segundos e ficou a caminho do 13º lugar, seguido pelo outro Alfa Romeo de Guanyu Zhou e pelo Alpine de Pierre Gasly.

Com uma largada tranquila, o canadense Lance Strol ficou em 16º lugar. Já Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen, que tiveram outro dia de corrida desafiador, ocuparam as posições 17 e 19 no Grid.

Com a vitória, Verstappen se tornou o primeiro piloto na história da Fórmula 1 a conquistar 10 vitórias consecutivas. Ele também aumentou sua liderança no Campeonato Mundial de Pilotos para 138 pontos, com sete corridas restantes para o fim da temporada, o que dá fortes indícios que vem aí um terceiro título mundial.

A Red Bull também fez história, estendendo sua sequência de vitórias para 15 corridas. É a maior sequência de vitórias da equipe na história da Fórmula 1. A vitória de Verstappen e Red Bull foi uma demonstração de força da equipe. Eles estão claramente em um patamar muito acima de todas as equipes em todos os sentidos.

O Grande Prêmio de Monza também foi marcado por algumas trocas de palavras indiretas entre campeões mundiais. Hamilton comenta da amplitude que é dada quando Max se classifica, pois quando ele se classificou com meio segundo, seis décimos a frente de Bottas, seu antigo companheiro de equipe, não foi dada tanta importância e destaque. Max que não deixou barato comentou em cima da fala de Hamilton e disse que o 7 vezes campeão mundial, 103 poles e 195 podiums está com inveja do seu sucesso atual.

O Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 é uma das corridas mais importantes da temporada. O circuito é um dos mais clássicos do calendário da Fórmula 1. Ele está localizado em Monza e famoso por sua alta velocidade, que são superiores a 300 quilômetros por hora na reta principal e a famosa curva Parabólica, a última do circuito, que possui um extensão de 5,793 quilômetros e é composto por 11 curvas.

Monza é super desafiador para os pilotos. Os carros precisam ter um bom equilíbrio para lidar com as altas velocidades e curvas rápidas, assim como exige fisicamente dos pilotos, que precisam estar em boa forma e com o emocional em dia. Considerado um circuito popular entre os fãs de Fórmula 1, tem uma capacidade de público de mais de 100.000 pessoas e é conhecido por sua atmosfera festiva e seus fãs apaixonados.

Curiosidades do Circuito:

O circuito foi inaugurado em 1922.

O circuito foi palco de 79 corridas de Fórmula 1.

O piloto com mais vitórias no circuito é Michael Schumacher, com seis vitórias.

O piloto com mais poles no circuito é Lewis Hamilton, com sete poles.

A corrida mais longa do circuito foi disputada em 1953, com uma duração de 52 voltas.

A corrida mais curta do circuito foi disputada em 1961, com uma duração de 70 voltas.

Foto: Site F1

Foto: Site F1