VERSTAPPEN VENCE MAS OLIVER BEARMAN É DESTAQUE NA CORRIDA E PONTUA

Segunda corrida da temporada e parece que um caminho de repetições se trilha para Max Verstappen, que dominante e sem esforço, vence o GP da Arábia Saudita.

3/10/2024

Com boa parte do grid usando pneus de compostos médios, exceto Bearman e Bottas que usavam pneus macios, as luzes se apagam e mais uma vez com uma largada confortável, Max Verstappen sai em disparada para liderar as 50 voltas a seguir. Enquanto o seu companheiro de equipe, Checo Perez disputa com Charles Leclerc pelo segundo lugar, que na volta 4 com ajuda do DRS, o mexicano consegue ocupar o lugar do monegasco.

Prematuramente logo na volta de apresentação, Gasly foi o primeiro a abandonar a corrida devido a um problema na caixa de câmbio. Na volta 7 o canadense Lance Strol que desprovido de sorte e também de um travamento do pneu dianteiro, bate na barreira na curva 23, o que faz com que uma bandeira amarela fosse acionada, seguido de um Safety Car. Felizmente, Stroll saiu ileso.

Nesse momento, o pit lane fica agitado com vários carros fazendo suas trocas de pneus. Substituíndo seus compostos atuais por compostos duros, incluindo Verstappen, Perez, Leclerc, Piastri e Alonso. Norris e Hamilton preferiram ficar de fora, assim como Zhow e Hulkenberg.

Corrida retomada, e se tem muita ação com Bearman que substituiu Carlos Sainz no final de semana devido a um cirurgia de apendicite, ultrapassa Tsunoda, subindo para a décima primeira colocação.

Magnussen ao tentar travar uma disputa com Albon para manter o décimo terceiro lugar, teve um momento fora da pista e uma colisão, o que lhe rendeu uma investigação pelos comissários, que lhe deram uma penalização de 10 segundos pelo ocorrido. Na volta 12 também foi anunciado que Perez estava sob investigação por uma liberação insegura com Alonso no pit lane, e ganhou 5 segundos de punição.

Piastri que vai sonhar com a traseira do carro do Hamilton, tentou ultrapassar o britânico na volta 17, mas sem sucesso. Mais uma vez parecia ter encontrado uma maneira de ultrapassar Hamilton na volta 35, mas, em um caso de déjà vu, novamente saiu da pista, forçando-o a ceder a posição para a Mercedes. A McLaren finalmente recebeu um respiro quando na volta 37, Hamilton fez seu pit stop, retornando à pista em P9.

Verstappen cruzou a linha de chegada para conquistar a vitória garantida, sua segunda vitória nas ruas de Jeddah. Perez seguiu 10 segundos atrás, em segundo para garantir outra dobradinha para a Red Bull, marcando um início sólido na defesa do título em 2024.

Verstappen foi questionado sobre o que significava para ele conquistar seu 100º pódio.

“Claro, estou muito feliz com isso, mas não sou realmente um cara que olha para as estatísticas, então estou feliz por chegar a 100. Mas é claro que quero continuar, e apenas me concentrar na corrida por corrida para alcançar o melhor resultado possível o tempo todo. Acho que no geral foi um fim de semana fantástico para toda a equipe, mas também da minha parte, me senti muito bem com o carro e basicamente fui o mesmo na corrida. É claro que o último trecho foi um pouco mais longo do que gostaríamos, mas com o Safety Car tivemos que ir em frente. Então, nas últimas voltas, também com aqueles marcadores traseiros, com os pneus frios, estava um pouco escorregadio, mas tínhamos um bom ritmo, então conseguimos administrá-lo muito bem. No geral, muito, muito satisfeito.”

Com uma diferença significativa para Leclerc, que ficou em terceiro Perez ainda conseguiu manter sua posição, apesar da penalidade de cinco segundos. Enquanto Leclerc teve que se contentar com o P3, o monegasco conseguiu somar um ponto extra pela volta mais rápida.

Foto: Site F1

Mas a estrela do dia foi Oliver Bearman, que ofuscou os veteranos. O jovem piloto de 18 anos que fez ultrapassagens importantes e bastante significativas para sua belissíma estreia na Fórmula 1. Bearman encerrou a corrida de forma memorável ao terminar em P7, o que lhe renderam 6 pontos e ainda ganhando a votação de piloto do dia. O pai do jovem foi visto olhando com orgulho da garagem da Ferrari a corrida do seu filho, onde ao final da prova foi até a pista receber e abraçar o filho, com sentimentos mistos visíveis de alívio e orgulho. Entre aqueles que assistiram ao desempenho do britânico na garagem da Ferrari estava Sainz, que retornou ao paddock depois de passar por uma cirurgia com sucesso na sexta-feira.

Questionado como estava se sentindo depois da corrida, Bearman respondeu: “Destruído. Fisicamente foi uma corrida muito difícil! Especialmente no final, quando eu tinha os dois caras atrás de mim, basicamente tive que forçar ao máximo e foi uma corrida mentalmente difícil, como esperado, e fisicamente eu também estava lutando, mas foi muito divertido. Acho que me mostrei bem, o que é o principal, certo?” ", disse Bearman.

"São circunstâncias difíceis, não há muitas voltas na pista, mas acho que maximizei tudo hoje. Senti que fui um pouco mais rápido que [Fernando] Alonso e [George] Russell na frente, mas não o suficiente para pegar , a diferença era muito grande. Perdi muito tempo tentando ultrapassar [Nico] Hulkenberg, que usou sua experiência para me manter atrás por mais algumas voltas do que deveria, então isso é ruim, mas não, foi uma boa corrida.”

Sobre se ele poderia estar esperando uma dor no pescoço no domingo, Bearman respondeu: “Acho que especialmente minha parte inferior das costas e meu pescoço estão doendo. Esses assentos exigem alguns ajustes e, como esta é a primeira corrida, não tivemos tempo para nos concentrar nisso. “Não foi o mais confortável, mas estou feliz por termos terminado rapidamente. Foi uma boa motivação terminar a corrida mais rápido!”

E sobre se se sente pronto para repetir o feito caso surja outra oportunidade, o jovem acrescentou: “Diga-me você. Eu fiz o suficiente?

Hamilton, ao ultrapassar o jovem piloto ainda na pista no final do corrida, cumprimenta Bearman pela sua corrida espetacular. Hamilton que não vence com a Mercedes desde 2021, terminou em oitavo. E o heptacampeão – que vai para a Ferrari no próximo ano – deixou claro seus sentimentos após a qualificação, dizendo à mídia: “Temos que consertar isso – são três anos consecutivos.

Então o GP da Arábia Saudita termina assim:

Oscar Piastri em quarto, batendo Lando Norris no fim de semana na disputa interna na McLaren. Alonso levando a Aston Martin ao quinto lugar, à frente da Mercedes de George Russell. O Estreante no final de semana após diagnóstico de apendicite de Carlos Sainz, Oliver Bearman mostrou que não veio para brincar com o sétimo lugar após largar em 11º. Norris em oitavo se defendendo de Lewis Hamilton nas voltas finais. E Nico Hülkenberg em décimo, garantindo pontuação para a Haas.

A Fórmula 1 retorna nos dias 22 e 24 de março, com o GP da Austrália, terceira etapa da temporada 2024, em Melbourne.

Foto: Site F1